Os gestos internacionais podem ser usados ​​para adicionar informação, expressão e sentimento a uma música em qualquer idioma. Várias experiências que foram feitas em épocas diferentes podem ajudar a compreender e talvez, também a acrescentar gestos numa canção por si só.

DARA

Canção da brasileira Daniela Mercury

Esta canção, sobre a beleza e o património Africano no Brasil, cantada em Português e na língua Africana Ioruba. Os gestos internacionais permitem-nos traduzir o significado de uma língua para a outra.

O texto desta canção em Português e Ioruba junto com gestos internacionais em ambas as línguas:

Essa música tem tido destaque em diversas ocasiões

Fórum da Juventude do Tráfico Transatlântico de Escravos (UNESCO-TST), que teve lugar em 2003 na Dinamarca:

Ano Europeu das Línguas 2003, em Barcelona:

A canção foi apresentada pelos alunos, à sua própria autora, Daniela Mercury, que mostrou grande interesse nas possibilidades oferecidas pelos gestos internacionais para fazer apresentações em todo o mundo:

A canção interpretada por Daniela Mercury:

Swing Low

É uma conhecida canção Africano-Americana. Não tão bem conhecido é o facto de que, originalmente, era uma canção que ajudava os escravos a a escapar das plantações do sul dos EUA seguindo o “Carro” (a constelação da Ursa Maior) para encontrar o seu caminho para a liberdade, no Norte.

A canção foi apresentada no Fórum da Juventude do Comércio Transatlântico de Escravos (TST UNESCO) na Dinamarca:

Triste

Uma canção de Lourdes Borrell, professora numa escola da UNESCO-ASP na Catalunha. Ela canta a sua tristeza para um mundo que não consegue viver em paz. Foi cantada nos quatro idiomas oficiais do Estado espanhol por professores que participaram do encontro espanhol de escolas da UNESCO, realizado em 2002, em Bilbao. Esta peça é cantada em galego e basco:

13 de Maio

Canção do brasileiro Caetano Veloso que celebra o dia em que os escravos foram libertados por um decreto da Princesa Isabel do Brasil, em cuja honra o povo dança nas ruas. A canção foi apresentada na reunião das escolas UNESCO do Brasil, realizada em São Luís de Maranhão em 2001:

A música cantada por Caetano Veloso, com as letras.

Solidarité

Uma canção por Youssou N’Dour, do Senegal na língua wolof. Fala do sofrimento dos trabalhadores imigrantes para ajudar suas famílias, dizendo que eles têm o direito de chorar e reclamar o solidariedade em todo o mundo. A canção foi apresentada no Ano Europeu das Línguas 2001 em Barcelona por estudantes de Pontevedra:

Capire

Uma canção em mais de 40 idiomas que é o hino da Marcha Mundial das Mulheres. Foi apresentada pelos alunos para a reunião da MMM em Vigo, 2004:

Himno Galego

O hino oficial da Galiza, uma das nacionalidades da Espanha com sua própria língua, foi apresentado com gestos internacionais no Ano Europeu das Línguas, em Barcelona, ​​2001:

Mudam Os Tempos

Uma canção de José Mário Branco, sobre um poema de Luís de Camões, um dos poetas mais famosos de Portugal. Discute as mudanças que ocorrem em toda parte.

A presentação com signos sobrescritos e feita com gestos por estudantes de Santarém, Portugal.

Ne me quitte pas

Poema e canção de Jacques Brel, apresentouse com sinais sobrescritos para o projeto internacional Europoems em 2008.

Estudantes espanhóis em Ponteareas fazem os gestos para esses sinais.

Andaluces de Jaén

Uma canção do grupo espanhol Jarcha sobre um poema de Miguel Hernandez que pergunta se as azeitonas devem pertencer aos homens ricos ou aos trabalhadores agrícolas que as criaram com o seu trabalho e com a ajuda da natureza. Com signos internacional sobrescritos e apresentado por estudantes espanhóis com os gestos apropriados.