Os gestos internacionais têm-se revelado muito úteis para a apresentação de poemas na língua original para um público estrangeiro, como foi demonstrado em diversas experiências em escolas primárias e secundárias.

O uso de símbolos internacionais com poemas nas escolas primárias concentra-se principalmente na apresentação de poemas na língua usada na escola. Os estudantes apresentam os poemas com os signos das principais ideias e conceitos, adicionando assim expressividade, plasticidade e coreografia à atuação.

Nas escolas secundárias o uso de gestos internacionais permite o uso de poemas em línguas que não são a língua de comunicação da escola. Os sinais, neste caso, oferecem um canal de comunicação adicional que ajuda o público a compreender melhor o significado dos poemas. Isto permite que seja possível desfrutar de toda a riqueza do poema na língua original.

Duas ações principais têm sido feitas, até agora, no que diz respeito à apresentação coletiva de poemas com gestos internacionais:

– Poemas dos países americanos, sob o nome de Poesiamerica. Isto foi proposto na Rede Digital Ibero-Americana, que foi aberta e mantida pela Comissão Regional da UNESCO no México, mas já não está acessível online. Uma seleção de alguns destes poemas pode ser vista aqui bem como o projeto proposto (em espanhol).

Aqui você pode ver um desses poemas, do poeta afro-cubano Nicolás Guillén e apresentado com sinais em Santa Clara, Cuba:

– Em 2008, um projeto para a apresentação de poemas de diferentes países europeus na língua original com sinais Internacionais foi criada por uma cooperação internacional das seguintes escolas:

  • Hisar Egitim Vakfi Okullari em Istambul, Turquia
  • IES Pedra da Auga Ponteareas, Galiza (Espanha)
  • Liceo G. Dalessandro em Palermo, Sicília (Itália)
  • ES de Sá da Bandeira, em Santarém, Portugal

O projeto, chamado Europoems, recebeu dois dos mais importantes prémios de educação na Europa:

Concurso da União Europeia para o Diálogo Intercultural: Segundo Prémio em 2008:

eLearning Awards, primeiro prémio em 2009 Links: aqui e aqui.

O site original desapareceu, mas pode ver alguns dos poemas e outros materiais aqui.

Por exemplo: o poema “Andaluces de Jaén”, do poeta espanhol Miguel Hernandez, apresentado pelos alunos:com gestos.

E aqui está uma apresentação audiovisual de slides do mesmo poema, com música pelo grupo espanhol “Jarcha”, e signogramas das ideias principais (correspondentes aos gestos feitos pelos estudantes no vídeo acima):

A Televisão da Galiza fez este programa sobre projeto premiado: